Koike e Kojima som um dos maiores tandems que a BD tem dado, e bem que hai duos míticos, mas eles contam-se entre os melhores. Além de Lone Wolf and cub, provavelmente a sua obra mais conhecida, Path of the assassin parece-me igualmente alucinante. Fai umha aproximaçom aparentemente mais historicista e menos peliculeira da figura do que em Ocidente conhecemos como ninja (suppa). O guiom, os giros argumentais, os personagens e a narraçom gráfica (a luz, a composiçom, o movimento corporal, a açom) é umha absoluta maravilha, como é de aguardar de dous autoraços de tal calibre e em tal sintonia.


Começara a lê-la em espanhol até que Planeta deAgostini a deixou inacabada, hai tempo anunciou-se que ECC a continuaria mas eu já levo um par de volumes com Dark Horse e nom recuarei já da ediçom em língua inglesa até completar, porque a companhia americana edita com umha grandíssima qualidade.

Fonte