Falando de sistemas culturais, viçoso o que mantém umha publicaçom assim para a rapazada. alguns autores excelentes e 100 páginas no especial de verão. Zorglub (Munuera), Ralph Azham (Trondheim), Le Royaume de Blanche-Fleur (Feroumont), Imbattable (Jousselin)... e por suposto Spirou, entendo que L'espoir malgré tout, de Émile Bravo, que é glória bendita. Aliás, mais autores bons que nom conhecia, como Burniat, Dab's, o próprio Feroumont, Jouvray, Le Boucher, Mo CDM, Thibaut-Jouvray, ... E por último, o preço. Adivinhais?
2,90 euros. Insisto, cem páginas.
Como nom se vai comprar, é para diretamente se subscrever.




Três obras mestras e uma joinha da BD independente espanhola saldadas a preços de escándalo numa livraria catalã.