Ontem despedi-me de três pessoas que me levam acompanhando quase a metade da minha vida. Foi triste e teve algo de desajeitado e precipitado mas inevitavelmente

assim são todas as despedidas. Não foi o final que esperava (diluindo-se quase literalmente na cidade) porque não esperava nenhum especificamente. Tive muita pena de não saber mais deles, como decorreram as suas vidas, especialmente durante a guerra.

Hei sentir falta deles. Ainda que sejam pessoas de papel e não de carne e osso.