A data nom se lê bem mas acho que é em 1983 quando meu avô me dá como presente este risom a escala feito por el mesmo. Ademais de marinheiro o avô era um artista fazendo cousas assim. Risom é como lhe chamam em Mogia a este tipo de âncora tradicional que nom leva elemento nengum de metal, está feita só com madeira, pedra e cabo.



No Dicionario de dicionarios encontramos que o termo se descreve como âncora de quatro unhas, sentido referendado polo Estraviz (que recolhe tanto a forma rizom como risom), umha acepçom distinta à que comento aqui. O risom, como se observa, leva umha pedra das que chamam bolos (o primeiro o é aberto, nom fechado como quando dizemos bolo dos de comer).