Umha das cousas que mais me alucina de determinadas cousas feitas em/para Internet é a absoluta falta de auditoria nom como meio de validaçom moral BEM/MAL nem como mecanismo punitivo (d quem foi a culpa!?) senom simplesmente como ferramenta de QC (bom, o simples conceito de QC está ausente em tantos aspetos que melhor nem entrar nisso),
quer dizer, usamos ferramentas tecnológicas e nem sequer habilitamos métodos de control/avaliaçom automatizada que nos permitam ir melhorando o jeito de fazer as cousas gradualmente? Hai 4 anos figem um projeto para web e habilitei-lhe 4 mecanismos de control automático de conformidade a normas. Pola simples evoluiçom tecnológica sei que algum dia falharám e dará-me raiva... mas de momento estám todos em vigor e dando 100% de aprovaçom. Som simples e nom pretendem responder a todo o espectro de questões possíveis... mas polo menos som algo fronte à nada absoluta habitual,o q é especialmente chocante qdo se opera com € público e nem se controla o q s publica de jeito nengum, nem se audita nem examina, nom só cos efeitos de qualidade e conformidade a estándares genéricos que isto tiver, senom em assuntos como acessibilidade "universal" ... q supostamente estám regulados polo ordenamento vigente.

Enfim: q hai q trabalhar melhor e testar o q s fai, nom só fazer por fazer.

PS. E se a tua cultura laboral / de rendimento / "accountability" for a própria do setor privado... e nom queres levar surpresas... melhor fica nel.