Nom che resultarám as cinco horas mais felizes vendo cinema. Se o ânimo nom está mui alto quase melhor abster-se. Fora disso -e de cousas discutíveis argumentalmente- as críticas som merecidas.
- You ran guns to Ethiopia. You fought against the Fascists in Spain.
- What of it?
- Isn't it strange that you always happen to be fighting on the side of the underdog?
- Yes, I found that a very expensive hobby too, but then I never was much of a businessman.

Casablanca


Pois que pena que se cancelasse (isso tamém a "agradecer" ao covid) pq me encantou. Nada de original mas tudo bem (nom é fácil isso!)
Ao = q c/Stranger Things (1T) pergunto-me se o target somos nós, xs nenxs dos Goonies, ou + os d agora.
Além dos atores, gostei da montagem e especialmente do desenho musical,
e já, que nesse último ep soassem nos momentos certos Pixies, Roxette... e Aztec Camera...! Go figure!



Vim muitas cousas aí dentro, na série (a BD n'a lim), e com certeza nom fum o único. Já digo, originalidade zero, mas gostei igualmente.



1 aspeto clave na falta de originalidade é para quem lemos mutantes qdo se devia
O mestre Claremont contou-nos esta história como ninguém



a série tá baseada nesta BD
PS
The end of the f world nom passei do ep 1 (a BD tampouco n'a lim), nom sei se depois melhora


Nom é que veja muitas mas talvez a série policial de que mais tenha gostado desde The Wire (nas antípodas estilisticamente, claro).

10/10.



Subversom de boa parte dos estándares do género, humanizaçom da(s) vítima(s) -e dxs investigadorxs-, zero glamour nos agentes, nula glorificaçom da violência, tempo lento que parece desatender intencionadamente o ritmo, recurso ao silêncio, personagens nom histriónicos, ...