Astérix em apenas IV arcos

Astérix em apenas IV arcos

Sai o novo Astérix e resulta-me curioso coincidir ao 100% coa valoraçom da série dada polos leitores da BDGest.com: poucos 'arcos' mui definidos.

I.- Começo com um prólogo de dous álbumes, valorados em 4 sobre 5, e início de II.- a mítica/gloriosa era canónica Goscinny/Uderzo ...

Astérix em apenas IV arcos

... composta polos libros 3º a 24º (este o último Goscinny, Astérix e os belgas), valorados em 4.5 só com umha excepçom à baixa, o Presente de César

Astérix em apenas IV arcos

Astérix em apenas IV arcos

Após passamento de Goscinny vem III.- breve era de transiçom (tomos 25º a 28º) que aguenta no 3.5, depois IV.- a época final de Uderzo cos 29º-32º, fixada em pontuaçom de 3.5 e com um triste epílogo do título pior valorado de toda a série (33º): 1 sobre 5 :(

Astérix em apenas IV arcos

IV.- Finalmente, o tempo do novo tándem, estável num discreto 3 sobre 5, apenas com um pontual 3.5 do Papiro de César (36º)

Astérix em apenas IV arcos

Observe-se que os votos de ~200 leitorxs dim que globalmente o curso atual nem igualou o melhor de Uderzo em solitário...!

(e que conste que eu nom som dos indignados/ofendidos porque as séries como Corto Maltese ou Astérix continuem com estilo mimético do original)

PS.- E como nunca faltam as notícias quando hai interesse avondo, Astérix e o circo: Un album d'Astérix inédit, non-achevé par Goscinny, pourra-t-il bientôt voir le jour?

DEP Albert Uderzo, 1927-2020

DEP Albert Uderzo, 1927-2020

Tivo o melhor trabalho do mundo, fazer felizes a milhões de crianças, e foi um referente mundial e histórico nisso. Que melhor forma de vida pode haver?

Je ne dis pas que ce que je faisais était merveilleux. Mais j’avais la satisfaction de progresser. Et cela me suffisait.


A tua obra vivirá sempre nos nossos corações, mestre.


PS.- O precioso desenho supra é obra de Hugo Covelo.
Pour quoi on ne peut pas acheter Astérix en Corse en langue corse, dans l'ille de Corse ?

Não li o odiado volume 33 (O céu…) nem penso fazê-lo, nem conto com reler o 31 (Latraviata) que para mim marcou um ponto é à parte no sentido negativo.
Depois de anos, a passada sexta ali estava em casa, o Astérix 35. O novo.
Sensações?

Ao argumento, contudo ser correto, talvez lhe falta chispa, recorre aos clichés e demais… Não falha em nada mas também não arrisca nada. ou se calhar é que já levamos muitos ao lombo e custa surpreender-nos. Difícil não traçar semelhanças em cada ponto do roteiro e do elenco protagonista com algum precedente. Em qualquer caso, não os culpo. É um primeiro passo.

O desenho está mui logrado e não me ofende que optassem por mimetizar o estilo de Uderzo. Foi um prazer para a vista. E Astérix in person parece-me uma maravilha como se move.

Contenta-me que não se tenha atentado contra o legado de décadas (não falemos de algum Lucky Luke post Morris, que me zango).

Acho que a partir de aqui a cousa só pode ir a melhor. Que bom que estejam de volta estes dois e que bem que a espera não me tenha defraudado.

Se não gostas de Astérix não lhe faças caso. Se te fez feliz em tempos, dá-te o gosto. Leitura agradável.

Concordo que me saiu barato ;-) mas estou já aguardando pelo seguinte.